Rodas com designs icônicos

As rodas sempre causaram mais impacto no mundo dos automóveis onde são visualmente mais expostas e influenciam muito o design geral dos carros. Nas motocicletas, onde ficam escondidas por para-lamas, discos de freios e bengalas de suspensão, as rodas ficam num segundo plano, fazendo apenas o seu papel de peça estrutural. Mesmo assim, alguns designers e fabricantes fizeram questão de caprichar também no desenho das rodas fazendo com que se tornassem tão icônicas quanto as motocicletas que as calçam.

Quando Massimo Tamburini e Sergio Robbiano conceberam a Ducati 916 no início dos anos 1990, criaram uma dos designs mais icônicos entre as motocicletas, dispensado o design elegante e simples também às rodas. Este modelo de três pontas, era fabricado pela Brembo em alumínio e equipou as primeiras unidades da 916, sendo substituída pelo modelo de cinco pontas da Marchesini nos anos posteriores. A coloração dourada das rodas fez uma combinação perfeita com o preto ou vermelho típicos das Ducati 916.




As 'rodas sólidas' da Fat Boy são tão icônicas quanto a própria motocicleta. Quando esboçaram a Fat Boy, Willie G. Davidson e Louie Netz queriam uma motocicleta com aspecto massivo. As tradicionais rodas raiadas foram deixadas de lado em favor de rodas solidas em alumínio com 32 pequenos orifícios radiais que ajudavam a dar mais "peso" ao visual da Fat Boy. O estilo das rodas foi tão importante para a Fat Boy, que a Harley-Davidson manteve o conceito na nova linha 2018 do modelo, mas com elementos mais modernos.




A semelhança entre a MV Agusta F4 750 e Ducati 916 não é mera coincidência, pois ambas são 'filhotes' do designer italiano Massimo Tamburini. A MV Agusta F4 que pode ser considerada uma evolução das Ducati 916 / 996, apresenta o mesmo layout geral, mas com detalhes mais requintados. As rodas, fornecidas pela Marchesini eram fabricadas em magnésio com cinco pontas com cada raio dividido por uma fenda. A balança monobraço com fixação por cubo rápido deixa a roda anodizada em dourado exposta a tornando elemento importante no design geral da motocicleta.




As incríveis CR&S Duu são tão caras quanto raras. A Duu trás balança da suspensão traseira com monobraço o que tornou a roda um ponto importante a ser considerado no design da motocicleta. Nesta versão Nottenebia a roda escolhida é fabricada em alumínio, composta por 20 raios em formato de lâminas, unidas ao aro por rebites, lembrando rodas de competição dos anos 1990.




As rodas Comstar passaram a calçar vários modelos da linha CB / CBX da Honda a partir de 1977 até meados dos anos 1980, para permitir o uso de pneus sem câmara. Estas rodas eram compostas por duas estruturas em formato de estrela de 5 pontas em cada lado, com cada uma das pontas unida ao aro por dois rebites. A característica marcante no visual das rodas Comstar é a fenda radial em cada uma das pontas. Houveram variações no design, como a terceira geração apresentando o layout invertido, como se a roda estivesse ao avesso.

A CB 400A de 1978 na foto está calçada com rodas Comstar da primeira geração. No Brasil as rodas Comstar ficaram conhecidas graças à primeira série da CB 400 vendida entre 1980 e 1981 com rodas Comstar de segunda geração (a CB 400II seria equipada com as rodas nacionais Scorro ou Comstar pretas de segunda geração a partir de 1982).




Criar design com estilo arrebatador não é o forte da BMW, convenhamos. Digamos que os bávaros estejam mais comprometidos com uma engenharia eficiente atrelada a um apelo visual apenas aceitável, sem a arrebatação emocional que os italianos procuram atingir sempre. No caso da R 1150 S, o que torna seu jogo de rodas como um destaque em termos de design é a identidade visual com a marca BMW, pois mesmo vista isoladamente numa vitrine, poderia facilmente trazer à lembrança os automóveis da linha M3. A receita clássica da estrela de cinco pontas, neste design ganhou modernidade e esportividade com elementos vasados que dividem a "estrela de alumínio" em dez raios. A roda fica fixada à balança monobraço por quatro parafusos, ficando totalmente exposta do lado direito. Como dito, não é tão apelativa quanto uma roda Marchesini italiana, mas mostra a objetividade alemã em fazer as coisas.




Até motos populares podem carregar algum bom elemento de design. A CBX 150 Aero lançada no Brasil em 1988, não tem a sofisticação e glamour das Ducati, MV Agusta ou BMW, mas trazia um design aerodinâmico que a Honda experimentava na época. Suas rodas fugiam dos tradicionais aros raiados ou das estrelas de cinco pontas, apresentando um desenho composto por três arcos simples que denotavam um certo ar futurista, pelo menos nas concepções dos anos 1980. Nenhuma moto foi lançada com este mesmo design, pelo menos no Brasil.

A regra de que suspensões monobraço exigem rodas vistosas se aplica à Yamaha GTS 1000 de 1993, mas neste caso destacando a roda da frente, graças à sua peculiar suspensão dianteira com monobraço articulado assinada pelo designer James Parker. O design geral da moto é espetacular, com as impressionantes articulações da suspensão de um lado e a vistosa roda em alumínio do outro. O estilo das rodas segue um visual pesado e maciço, típico dos anos 1990, com seis raios agrupados em três pontas inclinadas a partir do cubo da roda, denotando movimento. A roda traseira fica escondida atrás da balança da suspensão, disco de freio e coroa de transmissão, mas todos os elementos juntos criam um conjunto visualmente avançado para a época.




O que faz as rodas desta pequena Vespa do final dos anos 1950 serem destacadas em questão de desgin, está longe dos materiais sofisticados, designers famosos ou estilos mirabolantes, mas seu projeto voltado unicamente à funcionalidade em ser robusta e simples. O desenho é espartano, se resumindo a uma aro em aço estampado, fixado ao cubo central por seis parafusos, e a roda em si, fixada à suspensão por quatro parafusos, sempre pintadas na mesma cor da lataria do scooter. Mas mesmo toda esta simplicidade de ser apenas um elemento estrutural, não impede que estas rodas rústicas formem um belo conjunto com a Vespa, reconhecidamente uma referência de estilo e bom gosto no mundo inteiro.


155 visualizações / TAG: DESIGN

SOCIAL

EXTRAS

BANCO DE DADOS

436

Fichas técnicas cadastradas no Motorium

RANKINGS

Dafra Next 300  

A mais curtida no Motorium !
100%

SOCIAL

Facebook Icon